skip to main content

Este é o sentido no qual os bens estão a ser transportados.
Para/através da UE para o Reino Unido ou para/através do Reino Unido para a UE.

5. Continuação da viagem

Assim que as mercadorias tiverem passado pela alfândega da UE, podem seguir para o respetivo destino.

Processo geral (pré-apresentação).

Assim que as mercadorias tiverem passado pela alfândega da UE podem seguir para o respetivo destino.


CTC

Se a movimentação for feita ao abrigo do CTC, o condutor deve apresentar o TAD numa estância do destino na UE ou a um destinatário autorizado, onde o procedimento de trânsito será encerrado. As mercadorias ficarão então sujeitas aos procedimentos de importação da UE.

TAD
TAD

Convenção ATA

Se a movimentação for feita ao abrigo do Convenção ATA, o condutor deve dar o Livrete ATA ao destinatário das mercadorias quando elas forem entregues. Assim, o livrete ATA fica disponível para se devolver os artigos ao seu país de origem, caso não sejam transportados no regresso pela mesma empresa transportadora com que saíram.

ATA
ATA

Convenção TIR

O condutor deve apresentar a caderneta TIR e certificar-se de que seja carimbada pelas autoridades aduaneiras da UE quando as mercadorias saírem do território aduaneiro da UE, ou numa estância de destino da UE.

Concluído o percurso do veículo, o condutor deve devolver a caderneta TIR ao seu escritório/superior hierárquico.

TIR
TIR

Se alguém se esconder num veículo 

Se o condutor suspeitar que alguém entrou ou está a tentar entrar no seu veículo, deverá contactar a polícia local assim que seja seguro fazê-lo. No Reino Unido ligue para o 999 ou, na UE, para o 112, antes de entrar no porto.


Mantenha-se atualizado

Para aconselhamento presencial, visite um local de informações e aconselhamento numa área de serviço de autoestrada ou numa paragem de camiões.

Para mais informações, consulte o Manual do Transportador

Estas orientações serão atualizadas com as informações mais recentes assim que estiverem disponíveis.